Siga-nos
Topo

Alta do dólar deve continuar, mas pode haver correção dos preços

 

disparada do dólar no mercado financeiro mundial ainda não chegou ao fim, mas uma correção nos preços pode estar a caminho, avalia o banco de investimento Brown Brothers Harriman & Co. (BBH). “Não estamos convencidos de que o terceiro grande rali do dólar desde Bretton Woods acabou. O principal gatilho para a alta, a divergência de políticas econômicas, permanece intacto”, avalia relatório do banco, que tem sede em Nova York, neste domingo (13).

Nos três últimos meses, o dólar só não subiu em uma semana, destaca o BBH. Entre as principais moedas do mundo apenas a libra, o iene e a coroa da Noruega se valorizam ante o dólar em 2018. A valorização mais pronunciada da moeda dos Estados Unidos tem se dado ante as divisas de mercados emergentes, sobretudo da Argentina, mas também do Brasil e Turquia. “Permanecemos com visão negativa para as moedas de emergentes”, ressalta o relatório, destacando que as perdas devem continuar.

Apesar do rali do dólar não dar sinais de que vai parar, o BBH ressalta que sinais de uma “correção” nas taxas entre a moeda dos EUA e outras divisas pode estar a caminho. O euro, por exemplo, alcançou nos últimos dias a menor cotação ante o dólar desde o final de 2017, mas recuperou parte do terreno após dados da inflação dos EUA ficarem abaixo do esperado.

A valorização da moeda dos Estados Unidos começou em meio à mudança de expectativa dos agentes de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) pode ter que subir os juros mais vezes que o inicialmente previsto. O BBH destaca que o mercado espera quatro elevações das taxas este ano pelo Fed. Inicialmente, a expectativa era de duas a três altas.

https://www.noticiasaominuto.com.br/

You must be logged in to post a comment Login

Mais em Acontece